domingo, 14 de fevereiro de 2016

33º Encontro ÉSk: Megalitismo Eborense...como as coisas aconteceram

Pode-se dizer que neste encontro tivemos oportunidade de falar de megalitismo e ainda de por em prática a técnica de aguarela húmido sobre húmido.
E foi assim, estava um mau tempo do caraças, à hora marcada, apareceram não meia dúzia de gatos pingados (literalmente) mas uma boa dúzia ou mais de gente com vontade de desenhar. Pois foi, esta malta não tem medo das adversidades meteorológicas e quer é gastar papel e tinta.
Lá fomos a caminho do primeiro vestígio megalítico para fazer o tal rabisco húmido sobre húmido, isso pensávamos nós mas, os pré-históricos já naquela época não estavam para brincadeiras e o acesso à Anta do Zambujeiro estava impossível de realizar, o caminho era mau, a lama,  e as enormes poças de água tornaram impossível aceder ao local, enfim vida de arqueo-sketcher é mesmo assim.
Pensámos: Vamos mas é arranjar um sitio abrigado e falamos (ou ouvimos o Takis falar) um pouquinho de arqueologia e da história do conhecimento megalítico na região enquanto esperamos que pare de chover, assim fizemos.

O Takis falou de arqueologia, dos arqueólogos, de megalitismo, da região...falou, falou, falou e a chuva não parou...
foto: Liliana Silva
O João falou da ideia, dos desenhos, dos mapas...falou, falou, falou e a chuva não parou...
foto: Liliana Silva
Pensámos: Que se lixe, vamos mas é desenhar qualquer coisa, e lá fomos.
Pode-se dizer que todos fizemos a tal abordagem ao húmido sobre húmido, com excelentes resultados (vá foram só resultados, tirem lá o excelente)  e a maior parte de nós nem sequer necessitou de pincéis. Enfim, depois dos desenhos voltamos ao tal sitio abrigado.
foto: Liliana Silva
E continuámos a falar...
foto: Liliana Silva
Vá, mas pronto, ainda fizemos uns quantos desenhos e conseguimos uma foto de grupo com todos os sobreviventes deste dia de dilúvio.

Acabo por não perceber porque é que se utilizaram tão poucas cores neste dia?? :)
foto: Liliana Silva
E olha nós todos bonitinhos...e quase secos :)

foto: Liliana Silva

4 comentários:

Cris disse...

Ha, ha, ha, muito bem visto e explicado!

Luís Ançã disse...

Grande crónica, foi mesmo assim!

Rita Caré disse...

Olha que bonitos, tão megalitizados e quase secos! ;-)
Parece que se divirtiram a valer! :D

Guendolina . disse...

Aqui está a prova de que os desenhadores não se dissolvem com a chuva, e pelos vistos, os desenhos também não :-) !